Template by Labellaluna®  
Tem Xeretando
PEGUE UMA
 
 
OLHA O SOM
 
ColdPlay
Violet Hill
RECADINHOS
 


eXTReMe Tracker
Orkut
 
É NÓIS
 
Sou Labellaluna®, 47 anos, webdesigner, Paulistana morando em Ribeirão Preto com minha mãe e separada. Na minha bolsa levo documentos, dinheiro, cartões de crédito e talões de cheque(claro né?), celular, cartões de visitas, bateria do notebook, mini cds com apresentações, batom, brilho, lápis de boca, óculos de sol, halls suggar free, escova de cabelos, escova de dentes, pasta de dentes, fio dental e algo mais... Querem saber?
Sou Ma... Corretora de Imóveis,morando no Recreio dos Bandeirantes,Cidade maravilhosa, casada, idade: pula esta parte...
Na minha bolsa carrego quase minha casa: sempre um batom, minhas escovas (de cabelo e dentes) , Hp Financeira, tabelas, óculos de sol e o que mais sua imaginação for capaz de pensar...

Sou Alma Cigana ( a Boa Esposa do Pensando ...), 51 anos, quase 52 (completo dia 14 de maio próximo), microempresária, Gaucha, resido em Cachoeirinha, região metropolitana de Porto Alegre com ele ( o Pensando) e nosso filho mais 4 gatos e 2 cadelas. Na minha bolsa levo tudo e mais um pouco; Documentos, carteira de Plano de Saúde, chaves, celular, niqueleira, agenda,caderneta para anotações e uma nécessaire contendo minha vida : pinça, base para as unhas, acetona, algodão, cotonete, bandaid, pente (prefiro), escova e pasta de dente, fio dental e pasmem!!!! Toalha higiênica, uma calcinha e absorvente que já fazem um ano graças a Deus não preciso mais usar;
mas sabe como é, né?
O seguro morreu de velho... Não pode faltar nunca um bom livro... O restante vocês tem total liberdade para imaginar.

SEGUIDORES
 
 
FAVORITOS
 
 
 
ULTRAPASSADAS
 
ARCAICAS
AGENDA
 
AGENDA VIP
 











VIPS DOS VIPS
 





NOSSOS MIMOS


UOL

QUANTA GENTE?
ESTILISTA
 

« Home | Quanto Vale um Amor - Por Claudia » | Síndrome do Pânico – por Labellaluna® » | O Homem Reto - Por Claudia » | Amor Perfeito – por Labellaluna® » | Amor Exato - Por Claudia » | Orgasmo múltiplo masculino por Labellaluna® » | Mulher Sofre - Por Claudia » | O Beijo - por Labellaluna® » | Blefes - Por Claudia » | Aprenda como chamar a Policia..- Por Labellaluna® »

Pai – por Labellaluna®

Hoje está sendo difícil postar... Caí exatamente na comemoração do dia dos pais... Pois é, o meu pai, há 1 ano e 2 meses não convive mais conosco em carne e a saudade é imensa...
Gostaria de colocar aqui apenas uma homenagem singela a todos os pais, encarnados ou desencarnados...

Ser Pai

Ser pai é acima de tudo,
Não esperar recompensas.
Mas ficar feliz caso e quando cheguem.
É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão.
É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância (mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai é aprender errando, a hora de falar e de calar.
É contentar-se em ser reserva, coadjuvante, deixado para depois.

Mas jamais falar no momento preciso.

É ter a coragem de ir adiante,
Tanto para a vida quanto para a morte.
É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho,
Fazendo-se forte em nome dele e de tudo o que terá de viver para compreender e enfrentar.

Ser pai é aprender a ser contestado mesmo quando no auge da lucidez.
É esperar.
É saber que experiência só adianta para quem a tem, e só se tem vivendo.

Portanto, é agüentar a dor de ver os filhos passarem pelos sofrimentos necessários, buscando protegê-los sem que percebam, para que consigam descobrir os próprios caminhos.

Ser pai é saber e calar.
Fazer e guardar.
Dizer e não insistir.
Falar e dizer.
Dosar e controlar-se.

Dirigir sem demonstrar.
É ver dor, sofrimento, vício, queda e tocaia, jamais transferindo aos filhos o que, a alma, lhe corrói.

Ser pai é ser bom sem ser fraco.
É jamais transferir aos filhos a quota de sua imperfeição, o seu lado fraco, desvalido e órfão.

Ser pai é aprender a ser ultrapassado, mesmo lutando para se renovar.
É compreender sem demonstrar, e esperar o tempo de colher, ainda que não seja em vida.

Ser pai é aprender a sufocar a necessidade de afago e compreensão.
Mas ir às lágrimas quando chegam.

Ser pai é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido se faz na personalidade do filho, sempre como influência, jamais como imposição.
É saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amizade na idade adulta do filho.
É saber brincar e zangar-se.

É formar sem modelar, ajudar sem cobrar, ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber.

Ser pai é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja, projeção de sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender; de insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte, mão que abre a gaiola, amor que não prende fundamento, enigma, pacificação.

Ser pai é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio.

O máximo de convivência no máximo de solidão.

É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver.

É quem se anula na obra que realizou e sorri sereno, por tudo haver feito para deixar de ser importante.

A/D


Pai.. Sei que você sabe o que sinto... Só gostaria de poder te dizer mais uma vez que você soube como ninguém, ser PAI... Te Amo.
Um Feliz dia dos Pais...
Beijo grande a todos...

Marcadores:

Na Bolsa da: Regiane Moreira em sábado, 11 de agosto de 2007 ás 8/11/2007 12:17:00 AM **
* *


Links to this post

Criar um link

Layout Exclusivo - Labellaluna® Web