Template by Labellaluna®  
Tem Xeretando
PEGUE UMA
 
 
OLHA O SOM
 
ColdPlay
Violet Hill
RECADINHOS
 


eXTReMe Tracker
Orkut
 
É NÓIS
 
Sou Labellaluna®, 47 anos, webdesigner, Paulistana morando em Ribeirão Preto com minha mãe e separada. Na minha bolsa levo documentos, dinheiro, cartões de crédito e talões de cheque(claro né?), celular, cartões de visitas, bateria do notebook, mini cds com apresentações, batom, brilho, lápis de boca, óculos de sol, halls suggar free, escova de cabelos, escova de dentes, pasta de dentes, fio dental e algo mais... Querem saber?
Sou Ma... Corretora de Imóveis,morando no Recreio dos Bandeirantes,Cidade maravilhosa, casada, idade: pula esta parte...
Na minha bolsa carrego quase minha casa: sempre um batom, minhas escovas (de cabelo e dentes) , Hp Financeira, tabelas, óculos de sol e o que mais sua imaginação for capaz de pensar...

Sou Alma Cigana ( a Boa Esposa do Pensando ...), 51 anos, quase 52 (completo dia 14 de maio próximo), microempresária, Gaucha, resido em Cachoeirinha, região metropolitana de Porto Alegre com ele ( o Pensando) e nosso filho mais 4 gatos e 2 cadelas. Na minha bolsa levo tudo e mais um pouco; Documentos, carteira de Plano de Saúde, chaves, celular, niqueleira, agenda,caderneta para anotações e uma nécessaire contendo minha vida : pinça, base para as unhas, acetona, algodão, cotonete, bandaid, pente (prefiro), escova e pasta de dente, fio dental e pasmem!!!! Toalha higiênica, uma calcinha e absorvente que já fazem um ano graças a Deus não preciso mais usar;
mas sabe como é, né?
O seguro morreu de velho... Não pode faltar nunca um bom livro... O restante vocês tem total liberdade para imaginar.

SEGUIDORES
 
 
FAVORITOS
 
 
 
ULTRAPASSADAS
 
ARCAICAS
AGENDA
 
AGENDA VIP
 











VIPS DOS VIPS
 





NOSSOS MIMOS


UOL

QUANTA GENTE?
ESTILISTA
 

sábado, 28 de outubro de 2006

Menopausa e Andropausa - por Labellaluna®


MENOPAUSA

O que é?

Menopausa é quando os ovários deixam de produzir os hormônios estrógeno e progesterona. A principal característica da menopausa é a parada das menstruações.
Não é uma doença, é apenas um estágio na vida da mulher. No entanto em muitas mulheres a menopausa se anuncia por irregularidades menstruais, menstruações mais escassas, hemorragias, menstruações mais ou menos freqüentes.
Não existe idade predeterminada para a menopausa. Geralmente ocorre entre os 45 e os 55 anos, no entanto pode ocorrer a partir dos 40 anos sem que isto seja um problema.
Não há relação entre a primeira menstruação e a idade da menopausa nem tão pouco existe relação entre a idade familiar da menopausa e a sua.

SINTOMAS

Se bem que em algumas mulheres não sintam nada durante o período da menopausa, a maioria poderá sentir alguns sintomas:

Ondas de calor
Suores noturnos
Insônia
Menor desejo sexual
Irritabilidade
Depressão
Ressecamento vaginal
Dor durante o ato sexual
Diminuição da atenção e memória

TRATAMENTO

Terapia Hormonal:

Se o que falta na menopausa é o estrógeno nada mais lógico que a base do tratamento seja a reposição hormonal com o estrógeno.
Em mulheres que ainda tem o útero é importante associar o progesterona para proteger contra o risco de câncer do endométrio.
Mas o mais importante hoje é que o tratamento deve ser Individualizado. Médico e paciente devem discutir todas as vantagens e riscos dos diversos tipos de terapia existentes e chegar a um consenso sobre o que fazer.

Vantagens do tratamento

Redução do Risco de Osteoporose.
Redução dos Riscos de Doenças Cardiovasculares.
Melhora da Depressão.
Melhora da Atividade Sexual.
Melhora da Memória com possível prevenção da Doença de Alzheimer.

Desvantagens

Custo do Tratamento.
Tratamento Prolongado.
Volta da Menstruação em algumas mulheres.
Agravamento da possibilidade de Câncer de Mama em mulheres suscetíveis.

O que é mentira

Tratamento com hormônios aumenta os pelos no corpo.
Tratamento com hormônios engorda.
Tratamento com hormônio causa câncer.

Outros Tratamentos

No entanto para as mulheres que não podem usar os estrógenos existem alternativas com medicamentos que diminuem os sintomas e/ou os efeitos da menopausa. O seu médico saberá identificar as vantagens e desvantagens de cada medicamento.
Novos medicamentos estão sendo introduzidos no mercado que imitam as qualidades do estrógeno com diminuição dos efeitos colaterais. Um muito interessante é o raloxifeno que é um modulador seletivo dos receptores de estrogênio.
Outro é a Tibolona

ANDROPAUSA

A partir dos 50 anos, os homens devem começar a se cuidar para fugir da impotência e de outros problemas conseqüentes da queda de hormônio.

O QUE É?

É conhecida como menopausa masculina. Ocorre na faixa etária dos 50 anos, devido à diminuição do tamanho dos testículos e conseqüente queda da produção de testosterona (hormônio sexual masculino).

POSSÍVEIS CONSEQÜÊNCIAS:

Impotência sexual
Ejaculação precoce
Perda de memória
Câncer na próstata
Nervosismo
Insônia
Queda da libido (apetite sexual)
Perda de cabelo
Diminuição da massa muscular
Alterações no humor
Doenças cardiovasculares
Osteoporose

EXAMES

Para verificar a chegada da andropausa, podem ser feitos testes de sangue, que medem o índice de testosterona, espermograma, que quantifica a produção de espermatozóides, além de exame urológico (mais conhecido como toque), densitometria óssea, para verificar osteoporose, e eco grafia da próstata e abdome.

COMO A TESTOSTERONA É PRODUZIDA

1 - A hipófise, uma glândula do cérebro, libera os hormônios luteinizanante (LH) e o folículo estimulante (FSH).

2 - No testículo, o LH atua nas células de Leydig estimulando a produção da testosterona, o principal hormônio masculino.

2a - O colesterol é o precursor da maioria dos hormônios sexuais. Nas glândulas, responsáveis pela produção dos hormônios, o colesterol sofre reações até virar testosterona. 2b - A testosterona estimula a produção de espermatozóides nas células de Sertoli e o hormônio FSH controla a nutrição dos espermatozóides.

O PROBLEMA DA ANDROPAUSA

Com a idade, a produção de espermatozóides diminui porque o processo de transformação do colesterol em testosterona não se realiza com eficácia.

TRATAMENTO

1 - Reposição hormonal
Deve ser feita com acompanhamento médico. Existem diversas formas de se repor o hormônio testosterona:

Comprimidos por via oral
Adesivos para a pele
Injeção intramuscular

Benefícios

Retardo da osteoporose
Melhora no desempenho sexual
Melhora dos distúrbios neurológicos
Melhora da qualidade de vida

2 - Medicamentos para impotência sexual

Conforme o caso, o médico pode indicar o uso de algum remédio para reverter o quadro de impotência sexual, como o sildenafil, fentolamina, o dhea (hormônio da supra-renal) e o alprostadil (injetável no pênis ou supositório na uretra).

3 - Alimentação

A dieta deve restringir colesterol e açúcar. O homem nesta faixa etária deve comer alimentos com maior teor de sais e vitaminas como legumes, verduras e frutas.

Fonte - Hospital Santa Lucia e Gineco

Não devemos considerar um bicho de 7 cabeças... Nada mais é do que o ciclo natural da vida.
Apesar que eu adoraria morrer, envelhecer, ter menopausa, rejuvenescer, passar pela puberdade, virar criança e nascer... mas...

Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 10/28/2006 12:15:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 21 de outubro de 2006

Abecedário do ANTIGAMENTE - Por Claudia

ANTIGAMENTE... O Amor era uma palavra que por si só já dizia tudo do afeto que nunca se encerra, não tinha sexismo, cobrança de provas, velhacarias sentimentais;

ANTIGAMENTE... Bondade era natural, ninguém se vangloriava disso, assim como ninguém dizia que era honesto porque simplesmente e naturalmente o era;

ANTIGAMENTE... Coração era conselheiro - consulte sempre seu coração, diziam os mais sábios - e não se falava em coronária, colesterol, pressão alta, regime;

ANTIGAMENTE... Dedicação era para tudo: trabalho, escola, família, igreja, sociedade, não como fuga, mas como parte de um todo sagracial;

ANTIGAMENTE... Esperança era uma coisa que todo mundo tinha, todo mundo sonhava, tínhamos ilusões, brigávamos pelos nossos sonhos mais pueris, sabíamos amar o amor e aprender nas suas lições;

ANTIGAMENTE... Felicidade era ter trabalho, ter escola, ter amigos, ter filhos, ter vizinhos, ter o que dividir com quem precisava;

ANTIGAMENTE... Glória era conseguir pagar o carnê da geladeira, do carro usado, da casa própria, daquilo que nos dava paz e quilate, segurança e conforto, ninguém queria ser famoso a troco de nada, nem ser bruxo, nem ser dono da verdade;

ANTIGAMENTE... Humanismo era natural como tributo de luz, parente era anjo, vizinho era irmão, amigo era da família e a família era para sempre, em qualquer situação, éramos unidos e bem criados;

ANTIGAMENTE... Identidade era nosso documento presencial, nossa vivência táctil, nosso fio de bigode, nosso olho no olho, que valia mais do que uma assinatura, uma impressão digital ou um mero reconhecimento de firma;

ANTIGAMENTE... Jovem era tudo o que queríamos ser criança sonhava esse tempo, maduros queríamos voltar pra essa época de ouro, não precisávamos destruir,ferir, se drogar para dizer rebeldias, causas, descontentamentos, idéias e ideais;

ANTIGAMENTE... Liberdade não era um carro, uma calça nova, um cigarro, uma química, um tênis ki-chute, uma bebida, uma viagem; éramos livres e sabíamos o que fazer dessa bandeira de luz e harmonia construtora de mudanças limpas, que fosse o melhor para todos;
ANTIGAMENTE... Moral não era medida pela policia, pelo bandido, não era pelas nossas próprias mãos ou olho gordo, não éramos reféns do que hoje tarda e falha na justiça com suspeita mistura de ambos os lados num mesmo pântano exibicionista;

ANTIGAMENTE... A palavra Não era uma palavra que ouvíamos normalmente, nada nos era dado de graça, quem amava punia, e sempre ouvíamos Não para sabermos limites, regras, intenções, nódoas, quem mandava e porque motivo e construção de conhecimento também;

ANTIGAMENTE... Orgulho era de amarmos os pais, os filhos, a pátria, a escola, a sociedade, os hinos, não o carro, a usura, a avareza, o status que nos tornou sub-seres, vulgares, neobobos;

ANTIGAMENTE... Poesia era um gol de Garrincha, uma tela de Portinari, uma balada de Chico Buarque, um poema de Manuel Bandeira, um beijo de novela, um pôr de sol lírio-laranja, uma aurora cor de abóbora na Estância boêmia de Itararé:

ANTIGAMENTE... Querida era uma palavra que dizíamos à Mãe, à mulher amada, à filha, à Professora, à médica, à irmã, à sobrinha, à vizinha comunidade solidária porque éramos transparentes, felizes e tínhamos doces intenções de amor e paz;

ANTIGAMENTE... Resolver era agir, trabalhar mais para ganhar mais - não emprestar para depois ter que sofrer para pagar o que por si mesmo não pode suprir - Resolver era levantar mais cedo, trabalhar sábado, fazer hora extra, valorar a força, a dedicação, a determinação para comprar à vista e pagar com o nosso próprio suor limpo, sem o fiador usado ou o endosso do arbítrio pelo consumismo ignóbil e vilão;

ANTIGAMENTE... Sucesso era uma calça leve, um gostoso par de sapatos velhos nos pés de lutadores, um mate gelado, um samba de Paulinho da Viola, o radinho ligado para se ouvir Vicente Leporace, Fiore Giglioti, Ferreira Martins, Hélio Ribeiro - dedique uma canção a quem se ama - e ainda dizer que rádio era sonho, ilusão, encantamento, paz de espírito, caixa de pandora, sétimo céu de um coração alumbrado;

ANTIGAMENTE... Tudo era tão pouco, tudo era tão simples, arroz, feijão, ovo frito colhido ao pé da laranjeira com grinaldas, salada de couve rasgada, e a mão da mãe dando a Bença, porque éramos felizes e acreditávamos na força da vida como salada de frutas caseiras;

ANTIGAMENTE... União provia, somava, pensava os carentes, todo poder emanava do povo e em seu nome era exercido, e o povo cobrava e sabia cobrar, não trocava gato por lebre e sabia de que lado estavam as coisas, os erros, os errados, não havia confusão desproposital na cabeça dos seres humanos que confiavam no verde-amarelo e sabiam dizer Não ao Não;

ANTIGAMENTE... Viver era dormir bem, comer bem, acordar macio, estudar muito, ler bastante, amar intensamente, acreditar num Deus vivo, no diálogo, no ombro amigo, na palavra empenhada, numa troca, numa soma, num altar de edificações espirituais;

ANTIGAMENTE... Zelo era conosco, com nosso nome, com nossa equipe, com nossa família, com nosso crédito, com nossa fé, com nossa confiança, tínhamos o pouco que nos bastava, não o muito de quem tiramos por lucros injustos e riquezas impunes, com conquistas que não levam a nada;

ANTIGAMENTE...
-A policia não precisava investigar a policia
-Professor não precisava ensinar caráter e educação, os alunos traziam de casa, do berço, do lar, da família, de próprio acervo grupal.
-As louras eram de verdade
-Bandidos não lucravam com o crime organizado do capital público nos antros privados a título de falso modernismo em privatizações.
-A televisão não concorria com campos de nudismo
-Jovens liam de tudo
-Os pobres eram honestos
-Amigos da escola eram as autoridades constituídas, não amigos do alheio querendo faturar com a terceirização neo-escravista de neoliberais em tempos ímprobos.
-Professor ganhava igual juiz
-Chuchu era trivial e comum, nascia e crescia em monturos, não era adjetivo próprio para tentar qualificar o inqualificável.
-Álcool era uma coisa de uso mais civilizado
-Jogador de futebol honrava a camisa do seu time de coração e sonhava a seleção para morrer pela pátria de chuteiras
-Grife era uma coisa que não significava nada e o conteúdo valia muito mais como essência sem rótulo ou máscara
-Você sabia quem era quem, e quem não era ninguém ou só queria aparecer em seara alheia.
-A imprensa era ética e jogava no time da democracia social por uma gama brasileirinha que fosse também brasileiríssima
-Novela era sempre um conto de fadas com ótimo astral e ótimo humor
-Poesia era coisa linda e chique e se dizia assim em alto e bom tom com garbo e fundo musical escolhido pela alma
-Não havia Abecedário de nada, pois o verdadeiro caminho suave era o prazer de viver e amar, pois ser feliz era o que queríamos com as mãos limpas e o espírito tranqüilo.

Se pudéssemos limpar as portas da percepção, tudo se revelaria tal como é INFINITO, diria William Blake.

Por isso sonhamos almas revisitadas, mudanças de ventos, alterações de planos, trazendo o bom de antigamente com as conquista de agora para a soma de um futuro bem melhor no ruflar bento do amanhã que já está se abrindo em corações e mentes daqueles seres limpos que acreditam no sonho... Que acreditam na Esperança... SEMPRE

(Silas Corrêa Leite)

Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 10/21/2006 12:00:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 14 de outubro de 2006

Apnéia do sono - Por Labellaluna®

O que é?

A Apnéia do sono é a condição definida por paradas repetidas e temporárias da respiração durante o sono. Este distúrbio freqüentemente se associa aos roncos.
O ronco e simplesmente a tradução sonora que indica diminuição ou estreitamento da via aérea durante a passagem do ar. Se o referido estreitamento torna-se severo, objetiva-se o fechamento ou colapso da via aérea, resultado da apnéia. A apnéia é arbitrariamente definida como parada da respiração ou interrupção do fluxo aéreo por no mínimo 10 segundos. A Hipopnéia é definida como significante diminuição de oxigenação (dessaturação da oxihemoglobina) e/ou despertares transitórios.

As apnéias e hipopnéias são classificadas em três categorias (tipos):
Central, obstrutiva e mista, sendo as duas últimas as mais freqüentes e comuns.

Apnéia central ocorre como resultado de uma disfunção do sistema nervoso central (SNC) em gerar o devido estímulo para os músculos da caixa torácica, não se iniciando o esforço respiratório.

Apnéia Obstrutiva do Sono (AOS) ocorre quando o esforço respiratório é iniciado, mas, o ar não chega a atingir os pulmões em decorrência da obstrução da via aérea. A passagem do ar pela via aérea se estende desde a nasofaringe (palato duro) até a laringe.

Apnéia Mista ocorre quando inicialmente não existe esforço inspiratório, mas subseqüentemente, quando o esforço é iniciado a apnéia persiste em decorrência do colapso da via aérea.

E esta doença tem certa predisposição familiar sendo mais freqüente no sexo masculino e em indivíduos com excesso de peso. O ronco geralmente se associa com elevada prevalência, contudo, em ocasiões, pode estar ausente. Acredita-se que a apnéia do sono afeta mais de 5% das mulheres e 15% dos homens na faixa etária de 30 a 60 anos e que 19% das mulheres e 34% dos homens que habitualmente roncam padecem desse distúrbio. A obstrutiva apnéia do sono é tão prevalente quanto à asma no adulto, contudo, aproximadamente 95% dos pacientes não são adequadamente diagnosticados e tratados. As principais características clínicas da apnéia do sono são:

  • Sonolência diurna excessiva-hipersonolência
  • Roncos noturnos - podendo ultrapassar a mais de 60 decibéis
  • Obesidade
  • Apnéias
  • Enurese
  • Refluxo gastroesofágico
  • Fadiga diurna excessiva
  • Sono não reparador-sensação de cansaço ao despertar
  • Despertares freqüentes durante a noite
  • Perda progressiva da memória e dificuldade de concentração
  • Cardiopatias associadas: Arritmías (extra-sístole, taquicardia ventricular, pausa sinusal e bloqueio A-V), Hipertensão arterial do tipo dipper e principalmente non-dipper, Angima, Infarto do miocárdio, cor pulmonale e Insuficiência cardíaca.
  • Sudorese noturna
  • Diminuição da libido
  • Cefaléia matutina
  • Depressão
  • Irritabilidade
  • Modificação da personalidade e da voz


A sonolência diurna e excessiva é difícil de identificar, pois, especialmente se for discreta, o paciente não pode dar a devida importância ou até mesmo minimizá-la. Ao contrário, pode ser supervalorizada por alguns indivíduos. Resulta, por tanto, importante precisar em que situações aparecem a hipersônia. No laboratório do sono, a hipersônia pode ser quantificada mediante o teste de latência múltipla do sono (MSLT). A partir de uma aproximação subjetiva podem-se distinguir os seguintes padrões de sonolência:

  • Pacientes com hipersônia extrema e incapacitante: dormem continuamente a não ser que estejam estimulados contínua e ativamente. O estado de sonolência aparece no trabalho, nas refeições, dirigindo um automóvel e até durante uma conversa. Este tipo da paciente apresenta um risco para si mesmo, no ambiente de trabalho e principalmente no transito devido ao grande risco de acidentes. Um número significativo de acidentes de tráfego nas estradas esta associado a uma importante prevalência de SAOS entre caminhoneiros e motoristas de ônibus. O quadro de Goya referido ao lado, ilustra de certa forma a hipersônia.
  • Pacientes com hipersônia evidente: dormem habitualmente durante a leitura, vendo televisão, trabalhando e dirigindo. Podem manter-se em alerta enquanto realizam uma atividade física.
  • Pacientes com hipersônia leve: geralmente é o tipo mais difícil de identificar, a começar pela negação do próprio enfermo. Dorme geralmente durante a leitura e vendo televisão.
    O aparecimento da hipersônia em qualquer grau está diretamente relacionado com a desorganização do sono em conseqüência das apnéias.


O ronco consiste na emissão de um ruído que pode ultrapassar a 70 decibéis e é produzido pela vibração da úvula e do palato mole. Fatores anatômicos podem influenciar, tais como: obstrução nasal por hipertrofia de amídalas e adenóides. A ingestão de bebidas alcoólicas ocasiona relaxamento da musculatura aumentando o nível do ruído. Igualmente a postura durante o sono (decúbito dorsal) incrementa o nível do ronco.


O ronco é, com freqüência, o motivo da consulta médica, em parte como conseqüência da divulgação pelos meios de comunicação. Em algumas ocasiões o ronco pode ser pouco valorizado pelo paciente, pelo fato do mesmo ocorrer a vários anos. Em razão disto, é fundamental entrevistar o (a) companheiro (a) ou familiares que com freqüência descreverão que o ronco se interrompe periodicamente, seguindo de uma parada da respiração (apnéia) que acaba com um ronco forte seguido de uns quantos mais (fase de hiperventilação pós-apnéia) voltando novamente ao silêncio.

O ronco pode ser motivo de piada para muitos, mas, na verdade, pode causar até a morte. Por isso se seu parceiro (a), namorado (a) ou mesmo você roncam ou se sentem sonolentos durante o dia ou tem algum desses sintomas, procure seu médico ou indique para a pessoa que precisa. Isso pode salvar uma vida, com piada ou não.

Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 10/14/2006 12:13:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 7 de outubro de 2006

A Arte da Conquista - Por Claudia

Você sabia que o ato de conquistar as pessoas é uma arte?Não uma arte dessas de crianças travessas, que provocam anarquias peraltas, acompanhadas da irresponsabilidade que a pouca idade lhes permite. Nem tampouco a arte dos atores e atrizes, que provocam o choro ou o riso. A arte da conquista é diferente também, das artes plásticas com seus quadros e esculturas. Ele não compartilha de fobias ou das coações.
Ao contrário do que se possa imaginar, a arte de conquistar as pessoas vem do coração. O mesmo coração que guarda os desejos dos amantes, o mesmo coração que abriga a saudade do ente querido, o mesmo coração que se cala ou bate forte na presença de alguém, o mesmo coração sucumbe ou que nos impulsiona e que até a pouco tempo atrás era considerado o templo da razão.
Em épocas póstumas, acreditava-se que o cérebro ficava no coração. Isso explica o fato de que quando estudamos muito alguma coisa, por exemplo, dizemos que sabemos aquele assunto de cor.
A arte de conquistar as pessoas é a arte do carisma, é a arte do doar-se, é a arte do amor ao próximo. A pessoa que possui estas características, definitivamente é uma pessoa de bem com a vida. E uma pessoa de bem com a vida, torna-se agradável, e assim, domina a arte de conquistar. Forma-se assim uma corrente que transforma vidas, transforma atitudes. Forma-se assim, uma corrente positiva que distribui cortesia gratuita e altera as vibrações das pessoas.
Apesar de ser uma arte efêmera, sempre estamos conquistando alguém, hora pelas idéias, hora através de nossa postura, hora pelo humor ou ainda pela beleza externa. Conquistamos pelos sorrisos ou ainda pelo que podemos oferecer. Mas nada, absolutamente nada, substitui a doação do amor. Em outras palavras, conquista é doação.
Quando conquistamos alguém, na verdade estamos a influenciando de alguma forma. E não existe influência sem o relacionamento interpessoal, sem o contato direto, sem a prévia análise do incentivador e do incentivado. É dessa forma que reconhecemos e somos reconhecidos.
Que os bons exemplos possam sempre lhe trazer boas inspirações .E que a arte da conquista, continue sempre a fazer parte da sua arte de viver!
Reginaldo Cordoa



Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 10/07/2006 12:38:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

Layout Exclusivo - Labellaluna® Web