Template by Labellaluna®  
Tem Xeretando
PEGUE UMA
 
 
OLHA O SOM
 
ColdPlay
Violet Hill
RECADINHOS
 


eXTReMe Tracker
Orkut
 
É NÓIS
 
Sou Labellaluna®, 47 anos, webdesigner, Paulistana morando em Ribeirão Preto com minha mãe e separada. Na minha bolsa levo documentos, dinheiro, cartões de crédito e talões de cheque(claro né?), celular, cartões de visitas, bateria do notebook, mini cds com apresentações, batom, brilho, lápis de boca, óculos de sol, halls suggar free, escova de cabelos, escova de dentes, pasta de dentes, fio dental e algo mais... Querem saber?
Sou Ma... Corretora de Imóveis,morando no Recreio dos Bandeirantes,Cidade maravilhosa, casada, idade: pula esta parte...
Na minha bolsa carrego quase minha casa: sempre um batom, minhas escovas (de cabelo e dentes) , Hp Financeira, tabelas, óculos de sol e o que mais sua imaginação for capaz de pensar...

Sou Alma Cigana ( a Boa Esposa do Pensando ...), 51 anos, quase 52 (completo dia 14 de maio próximo), microempresária, Gaucha, resido em Cachoeirinha, região metropolitana de Porto Alegre com ele ( o Pensando) e nosso filho mais 4 gatos e 2 cadelas. Na minha bolsa levo tudo e mais um pouco; Documentos, carteira de Plano de Saúde, chaves, celular, niqueleira, agenda,caderneta para anotações e uma nécessaire contendo minha vida : pinça, base para as unhas, acetona, algodão, cotonete, bandaid, pente (prefiro), escova e pasta de dente, fio dental e pasmem!!!! Toalha higiênica, uma calcinha e absorvente que já fazem um ano graças a Deus não preciso mais usar;
mas sabe como é, né?
O seguro morreu de velho... Não pode faltar nunca um bom livro... O restante vocês tem total liberdade para imaginar.

SEGUIDORES
 
 
FAVORITOS
 
 
 
ULTRAPASSADAS
 
ARCAICAS
AGENDA
 
AGENDA VIP
 











VIPS DOS VIPS
 





NOSSOS MIMOS


UOL

QUANTA GENTE?
ESTILISTA
 

sábado, 30 de junho de 2007

Amor Exato - Por Claudia

Quisera entortar as retas de um retângulo, retirar seus ângulos quadrados, fazer da geometria um poema de formas irracionais tal como é o sentimento amor. Linha paralela que não encontra, base que não beija o topo, linhas que se aglomeram no espaço e no tempo e acabam por gerar figuras disformes. Linhas que amam o horizonte e seu sol, mas tombam em nuvens possessivas, em sobras e sombras de iras configuradas com a luz do sol. Linhas que tentam invadir um círculo fechado, uma pirâmide sem entradas. Só a energia vaza do espaço e une criaturas e molduras. Somos traços geométricos, somos traços largados às traças, como assoalhos que se quebram a cada pisada a mais. Não temos caminho certo, nem amor certo, ainda agora, nesse século de valores inversos, nenhuma geometria poderá descobrir o que realmente é uma unidade de medida. Tudo se baseia em hipóteses, numa desconstrução de signos que nos leva a crer que nenhuma criatura consegue amar de verdade sem cair nas curvas de uma estrada sem dono e sem mistério. A morte é um mistério não revelado. As torres do xadrez podem ser de vidro ou qualquer outro material, mas o amor, esse sentimento que balança entre sol e sombra; entre sorriso e dor; entre querer e não querer, mais parece uma dama a comer sem ver peças mais íntimas.

Não podemos esquecer os triângulos amorosos ou mesmo os paralelepípedos daquela ladeira onde o amante de Eça de Queirós se encontrava com Luísa, uma dama que se perdia num tabuleiro de romance realista. Ainda temos as cartas, carta de Pero Vaz de Caminha, carta de alforria, carta última de Getúlio Vargas, carta cartográfica que mostra onde estamos no espaço geométrico de minhas retinas em elucubração. Daria todos os dados para saber com quem seria feliz. Como queremos alguém perfeito, não? Você não gostaria de ter seu amor modificado em vários ângulos? Não gostaria de um isóscele?Aquele triângulo de lados iguais? Alguém assim que pudesse nos adivinhar cada aresta? Pois é, o amor pode ser contado também em ciências exatas. Era da interdisciplinaridade. Troquemos a metalinguagem. Teremos uma aula de retas e curvas que o amor provoca. Há maluquinhos que soltam os freios e se lançam em desatino nas curvas ao levar um grande fora da namorada. Há bêbados que se isolam na dormência ou demência quando o amor se esvai pelos quatro cantos do mundo? Será o mundo quadrado para ter cantos?

Mas os amores continuam pelas linhas da palma da mão lida pela cigana, pelas linhas digitadas no Orkut, pelos semblantes reluzentes de um trapézio repleto de desigualdades gritantes. Mas cada um está no seu mundo, na sua sociedade, é assim o estudo agora. Cada comunidade tem que viver de acordo com a realidade de seu quadrado. Não há mais vilas, há comunidades, pequenos quadrados, círculos, retângulos, ou mesmo figuras amorfas. Não se deixe mofar, trace sua linha, seu desenho, seu círculo de amigos, invente uma namorada, uma figura bem contornada, com as formas perfeitas, mas não se iluda, sempre o amor será duas retas paralelas que tentam se encontrar, mas um carrossel desfila beijos diversos nas micarês. Beijos que dançam ao som do não compromisso, do não ao namoro; do sim, aos desenhos livres, aos poemas livres, aos dialetos livres, aos afetos livres, ao riso e desprendimento das linhas do amor exato. Amor de linhas paralelas que talvez se encontre no infinito: aquele oito deitado que nunca se levanta. Retas não existem. Então acredite: Amor exato é aquele que você precisa ignorar erros e conviver com várias curvas. No final são puras medidas de prevenção que não funcionam. Todos estão sujeitos a sofrer de amor.
(R. Carvalho)



Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 6/30/2007 02:04:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 23 de junho de 2007

Orgasmo múltiplo masculino por Labellaluna®

Sim, orgasmo múltiplo do homem. Por mais estranho que possa parecer, a mulher não é a única privilegiada por poder desfrutar de orgasmos múltiplos. No ocidente ainda é aceito o pensamento de que o orgasmo do homem consiste no prazer em si e na ejaculação, que um não existe sem o outro. E é aí que se enganam. O segredo para o homem alcançar orgasmos múltiplos é a separação do orgasmo e da ejaculação.É possível um homem ter ereção sem ejaculação, ejaculação sem ereção e orgasmo sem ejaculação, desde que aprenda a fazer isso. Orgasmo é a sensação, ejaculação é a saída de esperma. Possivelmente você já deve ter tido algum, antes de se tornar adolescente. Uma pesquisa de Kinsey revelou que mais da metade de todos os meninos, antes de atingirem a puberdade, era capaz de obter um segundo orgasmo em um pequeno espaço de tempo, sendo que quase um terço deles chegava a atingir cinco ou mais, seguidamente. Isso acaba por desmentir teorias que confundem orgasmo e ejaculação. Kinsey concluiu que uma coisa é dissociada da outra. Parece interessante, não?Os chineses há mais de 3000 anos perceberam que o homem pode ter vários orgasmos seguidos sem ejacular e, desse modo, aumentar a longevidade por não sentir a fadiga que se segue à ejaculação. Não é à-toa que os franceses usam a expressão la petite mort - " pequena morte" para a ejaculação - numa referência ao perigo para a vitalidade masculina. E de alguma forma essa sabedoria oriental é utilizada no nosso futebol. Os jogadores são obrigados a ficar concentrados uns dias antes de uma partida importante, sem qualquer contato com mulheres.A produção de esperma prejudica o homem?

O New York Times publicou, em dezembro de 1992, o resultado de uma pesquisa científica sobre os danos causados pela produção de esperma para o organismo do homem, concluindo que "gerar esperma é muito mais difícil do que os cientistas imaginavam. Isso requer um desvio de recursos que pode vir a prejudicar a saúde masculina a longo prazo". E faz sentido, pois durante toda a sua vida um homem ejacula em média 5.000 vezes.Considerando que cada ejaculação contém de 50 a 250 milhões de espermatozóides, ele ejacula cerca de um trilhão de desnecessários espermatozóides! Entretanto, na realidade, só precisaria ejacular quando desejasse ter um filho. Sem falar nas queixas das mulheres: "Depois que meu marido tem orgasmo ele vira para o lado e dorme. Eu fico ali, sozinha, olhando o teto". Quem nunca ouviu uma frase dessas? É, com certeza, a reclamação mais comum das mulheres em relação aos seus parceiros no sexo. Muitos dirão que isso acontece porque o homem é egoísta mesmo, que só pensa em sexo e após se sentir satisfeito perde o interesse pela mulher. Mas não é isso, não. Esse desencontro ocorre porque ele ejaculou e... ficou exausto. Mal consegue se mexer, só desejando dormir. Um homem até declarou: "Depois que eu ejaculo, o travesseiro se torna muito mais atraente do que a minha namorada".

Orgasmos múltiplos:

Sem dúvida, o orgasmo é o prazer físico mais intenso que o ser humano pode experimentar. E o homem pode aprender a ter vários orgasmos consecutivos, mais intensos e fortes, sem ejacular. Dessa forma, ele substitui o prazer momentâneo de uma ejaculação comum pelo prazer do orgasmo múltiplo, que, além de permanecer por longo período, aumenta a energia e a sensação de bem estar. Mas a maioria dos homens desconhece seu potencial multiorgástico e só se preocupa em chegar rápido à ejaculação para se certificar de que cumpriu o papel de macho.O homem multiorgástico é aquele que consegue ter dois ou mais orgasmos consecutivos. Mesmo depois do primeiro orgasmo ele pode manter a ereção e continuar fazendo sexo, alcançando mais um, dois ou três orgasmos sem descansar. Para isso é necessário que ele aprenda a ter orgasmos completos sem ejacular. Não havendo ejaculação, não há período refratário e, portanto, não há perda de ereção.Não é muito comum encontrarmos homens com essa experiência em nossa cultura, porém na cultura oriental não é novidade. O conhecimento do orgasmo múltiplo masculino e do orgasmo não ejaculatório é muito antigo, e podemos encontrar referências na literatura tântrica e na história dessas culturas.No tantrismo, antiga doutrina da Índia, o homem não ejacula, mesmo havendo penetração na relação sexual. O sêmen é retido no seu corpo por ser considerado essência divina. Sua finalidade é circular através dos chacras até atingir o cérebro e inundá-lo dessa energia divina.Quando o orgasmo múltiplo masculino foi mencionado pela primeira vez nos Estados Unidos, no final da década de 30, a maioria dos profissionais julgou-o uma anomalia. Mas, em seu livro publicado em 1948, Kinsey relata que alguns homens declararam ter mais de uma ejaculação com a mesma ereção. A partir daí embora mais receptiva a essa idéia, a comunidade científica acreditou tratar-se de uma capacidade específica de alguns homens e não considerou possível um homem tornar-se multiorgástico. Somente a partir da década de 70 começou a ser aceita a possibilidade de o orgasmo múltiplo masculino poder ser aprendido.
Alguns sexólogos divulgam através de seus livros exercícios a serem praticados pelos homens que desejam se tornar multiorgásticos. Tudo começa com o aprendizado do controle do músculo pubococcígeo. O músculo PC, como é conhecido, é na verdade um grupo de músculos que vai do osso púbico até o cóccix. É ele que na ejaculação se contrai, levando o sêmen através do pênis para ser expelido. Como o orgasmo múltiplo masculino depende de um músculo PC forte, a maioria dos exercícios ensinados visam ao seu fortalecimento. Barbara Keesling descreve o caso de James: "Quando James e sua parceira fazem amor, de modo geral ele leva dez minutos ou mais para atingir um orgasmo. Ele começa a relação sexual lentamente e vai deixando sua excitação aumentar. Então, no instante em que está prestes a ejacular, com um movimento firme, ele se introduz profundamente em Sharon e contrai o músculo que se estende da base do pênis à área situada atrás dos seus testículos. Isto lhe permite um orgasmo completo - inclusive com aumento rápido de batimentos cardíacos, contrações musculares e aquela incrível sensação de alívio - sem ejaculação. James mantém sua ereção, continua a fazer amor e pode ter mais dois a quatro orgasmos dessa forma. Quando quer parar, ele atinge o orgasmo final e ejacula. James consegue fazer isso porque conseguiu um perfeito controle dos músculos pélvicos, que entram em espasmos quando o homem ejacula."Tornar-se multiorgasmático requer desenvolvimento da potência e da sensibilidade sexual. Praticando alguns exercícios, é possível obter orgasmos múltiplos dentro de uma a duas semanas. De três a seis meses, aperfeiçoam-se as técnicas. E essencial para tudo isso é o controle da respiração. É através dela que obtemos controle total sobre o corpo, por isso é tão indispensável na prática de artes marciais e meditativas, por exemplo. Nossa respiração acontece naturalmente, involuntariamente. Porém, temos a capacidade de mudar seu ritmo e sua profundidade. Esse controle pela mente para desenvolver o corpo é o principal fundamento do Sexo Kung Fu.

Fortalecendo os músculos PC (pubococcígeo):

Para o homem ter vários orgasmos sem perder a ereção, existe toda uma técnica a ser desenvolvida. Nela se aprendem exercícios que possibilitam o controle da respiração e o fortalecimento do músculo da região pubiana, responsável pelas contrações rítmicas da pelve durante o orgasmo. Assim, o homem passa a ter ereções mais firmes, intensifica seus orgasmos e aprende a separar orgasmo e ejaculação. Os homens que têm orgasmos orgasmos sem ejaculação afirmam que o prazer é bem mais intenso do que o alcançado no orgasmo ejaculatório.Para os especialistas, os homens que praticam esses exercícios começam a sentir orgasmos múltiplos dentro de uma a duas semanas e a aperfeiçoar as técnicas em três a seis meses. É curioso, mas até há pouco tempo as mulheres também não sabiam que eram multiorgásticas. E muitas só passaram a ter orgasmos múltiplos depois que descobriram ser isso possível.

EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O MÚSCULO PC:

O primeiro passo é encontrar o músculo PC. Todos os músculos individuais próximos da virilha, nádegas, abdômen, coxas e PC podem parecer o mesmo, portanto, a maneira mais simples de encontrá-lo é isolá-lo de todos os outros, colocando um ou dois dedos atrás dos testículos. Finja que está urinando. Interrompa e segure o fluxo.O músculo PC é exatamente o que foi usado para interromper o fluxo da bexiga. É muito importante que os músculos do estômago e das coxas se mantenham relaxados.Exercícios: Três vezes por dia contraia vinte vezes o músculo PC. Retenha-o durante 1 ou 2 segundos a cada vez, depois solte-o. Não é necessário ficar com os dedos sobre o músculo, basta senti-lo internamente, mas caso não tenha certeza, pode mantê-lo até adquirir confiança. Respire normalmente durante esse exercício. Informações:

1- Repetindo muitas vezes, o músculo PC pode ficar dolorido como qualquer outro músculo.
2- Não conseguir isolar o PC:
caso os outros músculos não deixem de ser retesados durante os exercícios com o PC, o primeiro passo é levar esses músculos à exaustão, para que não interfiram. Se há tendência a contrair os músculos do estômago, deve-se então contraí-los e descontraí-los 10 ou 20 vezes antes de começar os exercícios com PC. Isso deverá cansá-los suficientemente, para não interferirem.O mesmo se aplica às nádegas, coxas e músculos da virilha.
3- A partir da quarta semana, além das vinte contrações rápidas, três vezes ao dia, acrescentar mais dez contrações realmente longas. Em cinco segundos contrair lentamente o PC o mais firme que puder. Mantenha essa contração durante cinco segundos, se possível. Depois vá descontraindo gradualmente durante os cinco segundos restantes. No início poderá ser um pouco difícil, talvez se consiga fazer uma ou duas contrações sem se cansar, mas com a continuidade se chega até lá.

RESPIRANDO PELA BARRIGA:

Poucos minutos por dia de respiração pela barriga ensinarão ao organismo respirar profundamente, de forma involuntária. Quando você estiver no auge da empolgação sexual, esta habilidade será essencial no controle da ejaculação, expandindo as sensações do orgasmo por todo o corpo.

01. Sente em uma cadeira com as costas eretas, pés tocando o chão e ombros bem abertos.

02. Coloque suas mãos sobre o umbigo e relaxe os ombros.

03. Inspire pelo nariz e sinta o baixo-ventre se dilatar na área do umbigo (abaixo e em volta) até que ele fique protuberante. Seu diafragma também irá baixar.

04. Mantendo o peito relaxado, expire com alguma força para encaixar de novo o baixo-abdômen, como se estivesse recuando o umbigo em direção à espinha. Sinta também o pênis e os testículos se levantarem.

05. Repita os passos 3 a 4, de 18 a 36 vezes.
Se um casal se dedicar aos exercícios, a mulher ao pompoar e o homem ao treinamento para o orgasmo múltiplo, não haverá absolutamente nada melhor do que a união sexual deste casal.

Texto enviado por alguém interessado no assunto..rs


Marcadores:

Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 6/23/2007 07:12:00 PM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 16 de junho de 2007

Mulher Sofre - Por Claudia




Mulher, se não for reprimida, cristã e burra, sofre

Se não quer ter filhos, é anormal
Se não viver pros filhos, é irresponsável
Se não tem namorado, pobrezinha (ou é galinha)
Se não vai no cabelereiro, não pinta as unhas, não é feminina
Se não usa minissaia, é freira (Se usa é porque está quente. Sei)
Se é contra o aborto, é atrasadaSe não quer parecer homem, é uma trouxa atrasada
Se não luta contra os homens, não é feminista
Se gostar de sexo, tem que se satisfazer com o namorado, senão é doente ou puta
Se falar de sexo o que pro homem todo mundo acha normal, é puta
Se gosta de ver homem pelado, tem problema de cabeça
Se dá por tesão e sem ser só pro namorado, não se valoriza
Se é atéia, tem ódio no coração
Se não vê novela nem sabe fofoca, não se enturma
Se leu alguma coisa proveitosa que não passa na televisão, custa a achar com quem conversar a respeito (e quando acha, geralmente é homem)
Se é inteligente, é antipática (algumas antipáticas são metidas a inteligentes mesmo)
Se as idéias chamam mais a atenção que o corpo, tem mulher virando a cara (e alguns homens também)
Se não escreve como uma fútil, alienada e assexuada, ou é puta ou é homem.


Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 6/16/2007 09:16:00 PM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 9 de junho de 2007

O Beijo - por Labellaluna®

"Quem é que não gosta de um beijo, daqueles de tirar o fôlego e que faz o coração bater mais forte? Com certeza, esses segundinhos (ou minutinhos) arrebatadores já fizeram você esquecer o resto do mundo. O beijo, que aparenta ser um ato simples, é responsável por uma avalanche de sentimentos e reações no organismo humano. E sem essa manifestação de carinho é impossível namorar ou amar alguém de verdade".

Um pouco de história e curiosidades sobre o beijo

Não se sabe como surgiu o primeiro beijo da humanidade. As referências mais antigas aos beijos foram esculpidas por volta de 2.500 a.C. nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia.
Os romanos tinham 3 tipos de beijos: o basium, trocado entre conhecidos; o osculum, dado apenas em amigos íntimos; e o suavium, que era o beijo dos amantes. Os imperadores romanos permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, enquanto os menos importantes tinham de beijar suas mãos. Os súditos podiam beijar apenas seus pés.
Antigamente, na Escócia, o padre beijava os lábios da noiva no final da cerimônia de casamento. Dizia-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção em forma de beijo. Depois, na festa, a noiva deveria circular entre os convidados e beijar todos os homens na boca, que em troca lhe davam algum dinheiro.
Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era um beijo do czar.
No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher que quisessem. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público naquela época era obrigado a se casar com ela imediatamente.
Beijo francês é aquele em que as línguas se entrelaçam. Também é conhecido como beijo de língua. A expressão foi criada por volta de 1920.
Na linguagem dos esquimós, a palavra que designa beijar é a mesma que serve para dizer cheirar. Por isso, no chamado "beijo de esquimó", eles esfregam os narizes. No Nordeste brasileiro, também se usa a palavra "cheiro" no lugar de "beijo".
Em 1909, um grupo de americanos que consideravam o contato dos lábios prejudicial à saúde criou a Liga Antibeijo.
Boatos no final do século XIX atribuíam à estátua do soldado italiano Guidarello Guidarelli, obra do século XVI assinada por Tullio Lombardo, o poder de arranjar casamentos fabulosos a todas as mulheres que a beijassem. Desde então, mais de 7 milhões de bocas já tocaram a escultura em Veneza.
Por causa do chefe de polícia de Tóquio, que achava o ato de beijar sujo e indecoroso, foram apagados dos filmes norte-americanos mais de 243.840 metros de cenas de beijos.
Oliver Cromwell, no século XVII, proibiu que fossem dados beijos aos domingos na Inglaterra. Os infratores eram condenados à prisão.

A biologia do beijo

Existe uma explicação científica para o beijo, que proporciona sensações tão agradáveis. Através dele, o ser humano libera seus neurotransmissores - substâncias químicas que transmitem mensagens ao corpo - provocando um estado de leveza física e emocional. Quando duas pessoas se beijam, a hipófise, o tálamo e o hipotálamo trabalham juntos na liberação dessas substâncias. Ocorre assim a "química do beijo", que exige um preparo, um tempero entre o casal, sem os quais os neurotransmissores cerebrais não funcionam.
Quando alguém se apaixona seu organismo é atacado por varias substâncias, dentre elas a feniletilamina. Uma simples troca de olhar, um aperto de mão ou beijo apaixonado podem desencadear a produção de feniletilamina.
Há mais de 100 anos que os cientistas conhecem esta substância, mas só recentemente é que os doutores Donald F. Klein e Michael Lebowitz, do Instituto Psiquiátrico Estadual de Nova Iorque descobriram a relação entre feniletilamina e o amor. Eles sugeriram que o cérebro de uma pessoa apaixonada contém grandes quantidades de feniletilamina, e que esta substância poderia ser a responsável, em grande parte, pelas sensações e modificações fisiológicas que experimentamos quando estamos apaixonados.
A dopamina também é um importante neurotransmissor que guarda relação com a emoção amorosa. A euforia, a insônia, a perda de apetite, o pensamento obsessivo de quem ama, estão diretamente relacionados com os níveis de dopamina. A dopamina também, de alguma forma, está relacionada com as endorfinas, que são morfinas naturais fabricadas pelo cérebro. Elas são as drogas do prazer, seja ele o prazer sexual, seja o prazer da emoção amorosa.
O beijo também está relacionado com os nossos sentidos. Durante o beijo visualizamos a pessoa amada mais de perto, sentimos o seu cheiro, sentimos o seu gosto e tocamos uma das partes mais sensíveis no nosso corpo, os lábios.
Durante um beijo são mobilizados 29 músculos, sendo 17 linguais. Os batimentos cardíacos podem aumentam de 70 para 150, melhorando a oxigenação do sangue, o que mostra que o beijo tem também benefícios para o coração. Mas há um detalhe, no beijo há uma considerável troca de substâncias, 9 miligramas de água, 0,7 decigramas de albumina, 0,8 miligramas de matérias gordurosas, 0,5 miligramas de sais minerais, sem falar em outras 18 substâncias orgânicas, cerca de 250 bactérias, e uma grande quantidade de vírus. Mas não se assuste com esses números, o beijo é ótimo. Além disso, o beijo gasta calorias. Acredita-se que um beijo caprichado consuma cerca de 12 calorias.
É verdade que tudo isso acontece, mas não podemos dizer que o amor pode ser explicado, somente, através de equações químicas e liberação de substâncias.

E o que realmente importa...

O beijo é uma das maiores manifestações de carinho, onde duas pessoas que se gostam podem expressar o mais profundo afeto. É também um termômetro do relacionamento. Não só a ausência do beijo, mas também quando o diálogo na vida a dois começa a diminuir, é sinal de que a relação está se deteriorando e precisa ser reavaliada.
O beijo é uma dança, e como, tal deve ter harmonia entre os participantes, você não pode pisar no pé do outro, os movimentos devem ser sincronizados, e quanto mais se conhece um ao outro e maior a intimidade, mais harmonia é alcançada.
Portanto, aproveite o mês dos namorados, se inspire, e demonstre o seu amor através desta que é uma das maiores manifestações de carinho, o beijo.

Texto retirado do Boa Saúde Uol


Dia dos namorados é todo dia... mas feliz dia dos namorados a todos que tem namorados... e os q não tem.. gente reúna com amigos que não estejam namorando e comemora o dia dos sem namorados...rss.. pra tudo se da um jeitinho
beijos...

Marcadores:

Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 6/09/2007 01:03:00 PM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

sábado, 2 de junho de 2007

Blefes - Por Claudia

Ninguém conhece a alma humana melhor do que um jogador de pôquer. A sua e ado próximo.Numa mesa de pôquer o homem chega ao pior e ao melhor de si mesmo, e vai daeuforia ao ódio numa rodada. Mas sempre como se nada estivesse acontecendo. Osamericanos falam do poker face, a cara de quem consegue apostar tendo um RoyalStraight Flush ou nada na mão com a mesma impassividade, embora a lava estejaturbilhonando dentro. Porque sabe que está rodeado de fingidos, o jogador depôquer deve tentar distinguir quem tem jogo de quem não tem e está blefando porum tremor na pálpebra, por um tique na orelha. Ou ultrapassando a fachada emergulhando na alma do outro. Não se trata de adivinhar o caráter. Não é umaquestão de caráter. O blefe é um lance tão legítimo quanto qualquer outro nopôquer. Os puros são até melhores blefadores pois só quem não tem culpa podesustentar um poker face perfeito sob o escrutínio hostil da mesa. Há quem diga queganhar com um blefe supõe ganhar com boas cartas e que é no blefe que o pôquerdeixa de ser um jogo de azar, e portanto de acaso, e se torna um jogo de talento.Já fora do pôquer o blefe perde sua respeitabilidade. É apenas sinônimo de engodo,geralmente aplicado a pessoas que não eram o que pareciam ou fingiam ser. Ahistória dos presidentes do Brasil desde Jânio tem sido uma sucessão de blefes.Jango também foi um blefe, na medida em que aparentava ter um poder que nãotinha. O golpe de 64 foi um blefe para quem acreditou nele. Um blefe involuntário.Sarney não foi um blefe completo porque ninguém esperava que ele fosse muitodiferente. Collor foi um blefe deliberado que manteve a versão política do pokerface, que é uma cara-de-pau sustentada mesmo sob a ameaça do ridículo.E chegamos à social-democracia brasileira no poder, que pode até estar agradando amuita gente, mas é outro blefe em relação às expectativas que criou e ao que podiater sido. Ou talvez esse blefe tenha uma história antiga, e a gente é que não tinhanotado.

LFV (extraído do livro As Mentiras que os Homens Contam)



Na Bolsa da: Regiane Moreira ás 6/02/2007 12:12:00 AM **
* * *Comments * *Leia o Blog News*

Layout Exclusivo - Labellaluna® Web